Cargos em uma loja Maçônica

Venerável Mestre

O título vem das guildas inglesas, do século XVII, quando começaram a denominar-se “WORSHIPFUL”, isto é, Venerável.
É a primeira ponta do triângulo com o vértice para cima. Sua coluna é a Jônica, representa a sabedoria e como Presidente, ocupa o trono de Salomão, não um soberano, pessoa física, mas, Salomoh, (homem Perfeito). A Jóia do venerável é o esquadro, símbolo da retidão.

Primeiro Vigilante

Primeiro vice-presidente da loja, representa Hiram rei de Tiro, não a pessoa física. Governa durante as horas de trabalho de uma loja maçônica. A sua coluna é a Dórica, que representa a força, quando está trabalhando ela esta levantada, quando esta em descanso a coluna esta abaixada.
É a segunda ponta do triângulo com o vértice para cima e a Jóia do primeiro vigilante é o nível, símbolo da igualdade.

Segundo Vigilante

Segundo vice-presidente da loja, representa Hiram Abif, não a pessoa física. Governa quando os trabalhos estão suspensos ou em recreação. Sua coluna é a Coríntia, representa a beleza, quando os trabalhos estão suspensos ou em recreação, ela está levantada, quando em trabalho, ela esta abaixada. É a terceira e última ponta do triângulo com o vértice para cima e a Jóia do segundo vigilante é o prumo, símbolo da retidão.

Orador

Ou Guarda da Lei, só pode apresentar as suas conclusões, baseadas nas proposições dos outros irmãos, não pode emitir opinião própria participando de debates. É a primeira ponta do triângulo com o vértice para baixo. A Jóia do orador é o livro aberto sobre fundo radiante, sendo o livro para a consulta dos irmãos e a irradiação, a luz dos sábios ensinamentos.

Secretário

Responsável pelos escritos da Loja, devendo lançar nos livros a verdade. É a segunda ponta do triângulo com o vértice para baixo. A Jóia do secretário são duas penas cruzadas, representando a escrita fiel.

Guarda do Templo

Ou cobridor, na Maçonaria operativa, quando um edifício em construção chegava ao seu final, cobria-se por telhas, por analogia, quando se fecha a porta do templo, ele está coberto. É a terceira e última ponta do triângulo com o vértice para baixo. O venerável e os vigilantes formam o primeiro triângulo com o vértice para cima, o orador secretário e guarda do templo, formam o segundo triângulo com o vértice para baixo, quando sobre postos, forma o Hexágono, estrela de seis pontas ou Selo de Salomão. O guarda do templo, é o zelador de nossos pensamentos e a Jóia do guarda do templo são duas espadas cruzadas.

Mestre de Cerimônias

Representa o ponto dentro do Selo de Salomão. É o encarregado da ritualística e do protocolo, conduzindo o bastão patriarcal. A Jóia do mestre de cerimônias é a régua, símbolo da ordem.

As cinco dignidades da Loja, formam o pentágono, estrela de cinco pontas, representando o homem. A parte de cima , a cabeça é o venerável, as partes debaixo, os pés, representados pelos vigilantes, e as pontas intermediárias, os braços, representados pelo orador e secretário.

Expertos

Substitutos dos vigilantes, do Latim: expertus = sabedor , perito. Condutores e guias nas iniciações, sua missão é encorajar o iniciando a vencer os obstáculos. A Jóia do experto é o punhal, para defesa.

Primeiro Diácono

Do Grego: Diakonos = servidor; É o mensageiro do venerável mestre. A Jóia do primeiro diácono, é uma pomba dentro de um triângulo. A pomba a mensageira da paz, a representação da divindade.

Sgundo Diácono

Mensageiro do primeiro vigilante, responsável pela ordem no ocidente. A Jóia do segundo diácono é a pomba livre.

Tesoureiro

Guarda e administra os valores da loja. Zela para que a loja não se torne pobre, e perca seus valores esotéricos. A Jóia do tesoureiro é a chave, que dá acesso aos tesouros.

Chanceler

Guarda o selo, para poder imprimi-lo nos documentos da Loja. É responsável pelo cadastro dos obreiros. A Jóia do chanceler é a chancela.

Hospitaleiro

Irmão caridoso. Do Latim: Hospitalarius = que dá hospedagem por caridade. Encarregado da assistência aos irmãos e necessitados. A Jóia do hospitaleiro é a bolsa, símbolo da solidariedade humana.

Arquiteto

Responsável pela conservação dos utensílios e ornamentação da Loja. A Jóia do arquiteto é o maço e o cinzel, símbolos da força dirigida, para desbastar as imperfeições.

Mestre de Banquetes

Encarregado da organização dos ágapes fraternais. A Jóia do mestre de banquetes é a cornucópia, símbolo da fartura. De acordo com a “fábula”, supõe-se que o corno tenha sido arrancado da cabeça de “Aquelus”, quando, foi transformado em touro, tendo sido vencido por Hércules.

Porta Estandarte

Responsável pela condução do estandarte da Loja em todas as cerimônias. A Jóia do porta estandarte é um estandarte, que representa a bandeira da loja.

Porta Espadas

Responsável, pela guarda e manutenção das espadas da Loja. A Jóia do porta espadas, é uma espada, símbolo da força.

Bibliotecário

Responsável pela parte cultural da Loja e, pelos livros de registros. Simboliza a luz interior. A Jóia do bibliotecário é um livro com a pena.

Mestre de Harmonia

Encarregado da harmonia musical e dos efeitos sonoros durante as iniciações. Procurando sempre aumentar as vibrações magnéticas através da música. A Jóia do mestre de harmonia é uma lira, símbolo universal da música.

Cobridor Externo

Possui as mesmas funções do guarda do templo, é o guarda contra os maus pensamentos que podem querer invadir a Loja. A Jóia do cobridor externo é um alfange, para proteção contra aproximação dos indiscretos e curiosos.

Fonte de Consulta: www.pedroneves.recantodasletras.com.br